sábado, 9 de abril de 2011

"MACHO MAN": garantia de boas risadas




Há muito tempo eu não ria pra valer com um humorístico da Rede Globo. Lembro de boas gargalhadas com o saudoso Sai de Baixo, com as peripécias dos Normais, com Os Trapalhões e os primeiros anos da Grande Família. Mas, ontem, no primeiro episódio de "Macho Man", voltei a rir com a Globo.


Jorge Fernando, com o personagem título, estava excelente. Um gay carismático que se descobre "ex-gay". Com caras e bocas na medida certa e o tom certo para a comédia. Marisa Orth não ficou atrás. Apesar de lembrar um pouco a personagem de Toma Lá, Dá Cá, ela segurou bem a parceria com Jorge Fernando e completou esse time, que junto com os autores Alexandre Machado e Fernanda Young (Os Normais), poderão fazer o "Macho Man", o programa humorístico do ano.  


O Programa


Com características visíveis do  Os Normais, a série conta a história de um ex-gay. Depois de levar uma "sapatada" na cabeça, o personagem de Jorge Fernando começa a se interessar por mulheres. Ele entra em desespero e pede ajuda à personagem de Marisa Orth, que é uma ex-gorda, e está preocupada em ajudar o amigo e arranjar o seu príncipe encantado. Em uma das engraçadas cenas do primeiro episódio, a personagem de Marisa Orth tenta mudar o estilo do ex-gay com uma calça "para homem". E ele solta a pérola: "Calça caqui? Eu virei hetero, nao virei cafona!" 


Com certeza, se manter a mesma linha do primeiro episódio, o programa poderá nos fazer rir nas noites de sexta-feira e iniciarmos o nosso final de semana com mais leveza. 

Nenhum comentário:

Postar um comentário