quarta-feira, 13 de abril de 2011

VAMOS OUVIR NOSSOS JOVENS

É inquestionável que para um futuro melhor e digno ao nosso Brasil é garantir a cultura ao povo. E, principalmente, aos jovens que estão iniciando o seu poder de participação nas decisões do nosso País. Já votam a partir dos 16 anos. E daqui a pouco terão outros benefícios que se adequem as suas idades.

O jovem é revolucionário por natureza. Ele não precisa ser “rebelde porque o mundo quis assim”, mas está sempre trazendo o novo, a esperança e olhares nada metódicos que possam ajudar muitos homens a reverem seus conceitos.

É preciso ouvir mais esses jovens com atenção e carinho e saber-lhes ensinar com amor e paciência. E a cultura é um belo caminho. Incentive-os a ler mais histórias, reportagens, artigos. Ajude-os a ter consciência de ter e de ser o diferencial nas suas opiniões. Ajude-os a entender que a mansidão e a retórica são essenciais para um bom debate, para o crescimento profissional e no amadurecimento.

Mostra a eles como o teatro é bom, onde a magia e a crítica se misturam. Ver bons filmes, bons programas de TV e ler. Ler muito. Na internet temos diversas páginas interessantes com ótimos conteúdos. Não deixemos de acreditar que os jovens só querem ler revistas “teen” e assistir Malhação.

Na TV, os conteúdos dos programas estão começando a mudar. Temos o “Altas Horas” com um conteúdo inteligente.

Creio que com boas ações, exemplos, palavras e uma boa dose de cultura, o nosso País terá jovens capazes de mudar esse pensamento mesquinho de muitos brasileiros: o de querer levar vantagem em tudo.

Nenhum comentário:

Postar um comentário