sexta-feira, 14 de dezembro de 2012

A Natureza Pede Socorro

A música "Natureza" foi muito tocada em 1987, devido a campanha "Verde Vivo: a Natureza pede socorro", da Rede Bandeirantes. 

Apesar de ser uma letra simples, a melodia propõe que façamos uma análise do nosso comportamento diante à natureza. Que futuro você deixará para os seus filhos? 

Assim, fiz este simples vídeo com a música. Espero que goste!

segunda-feira, 3 de dezembro de 2012

O Poder do Presente



É antigo o ditado popular que se os conselhos fossem bons, seriam vendidos. Hoje podemos dizer que se os livros de auto ajuda fossem realmente bons, não haveria tanta gente ainda sofrendo, pois são vendidos aos milhares. Mas como toda regra tem exceção, conselhos de pais e amigos são geralmente bons e dados. Os livros, dependem da capacidade  do autor e da boa vontade e atenção do leitor para extrair o melhor e colocar em pratica algumas lições.

“Todo ponto de vista parte de um ponto”(Frei Leonardo Boff); e podemos concluir que é  fundamental o ponto que podemos alcançar, realmente Ser e evoluirmos

Assim,  é  muito importante a lembrança do passado e de nossas raízes, que devem ser preservadas sempre, pois constituem a base, o início de nosso “Presente”.  Mas urge que tomemos consciência desse presente, aqui,  agora, do nosso verdadeiro Eu, pois é quando  a vida realmente acontece, em toda a sua essência e potencialidade.

Essa conclusão é muito bem retratada neste texto que compartilho, do escritor, estudioso e espiritualista, Eckhart Tolle, em o Poder do Agora e que tem sido comprovado pela ciência, filosofia e pelas  religiões em uma interpretação universal, holística e atual. 

O autor mostra com objetividade, como se encontrar e desenvolver  o “verdadeiro EU”, sua força e grandiosidade.(Obr. Cit. Pags. 75/76).

 “Como você provavelmente sabe, o ser humano se desloca constantemente entre fases do sono em que sonha e que não sonha. Da mesma forma, a maioria das pessoas, quando acordada, se alterna entre a inconsciência comum e a inconsciência profunda. Chamo de inconsciência comum essa identificação com os nossos processos de pensamentos e emoções, nossas reações, desejos e aversões. É o estado normal da maioria das pessoas. Nesse estado, somos governados pela mente e não temos consciência do Ser.” (negritei).

 “Não se trata de um estado de sofrimento agudo ou infelicidade, mas de um nível baixo e contínuo de desconforto, descontentamento, enfado ou nervosismo, como uma espécie de estática ao fundo. Talvez você não perceba muito bem essa situação porque ela já faz parte da nossa vida “normal”,  da mesma forma que você não percebe um barulho contínuo ao fundo, como o zumbido do ar-condicionado, até ele parar. Quando isso acontece de repente, ocorre uma sensação de alívio.

‘... Muitas pessoas usam a bebida, as drogas, o sexo, a comida, o trabalho, a televisão, ou até mesmo o ato de fazer compras como anestésicos, em uma tentativa inconsciente para acabar com esse desconforto básico. Quando isso acontece, uma atividade que poderia ser muito agradável, se feita com moderação, passa a ter um componente ou dependência, e tudo o que se obtém sob essa influência traz uma sensação de alívio por um período extremamente curto.

...A sensação de desconforto da inconsciência comum se transforma no sofrimento da inconsciência profunda ou seja, um estado de sofrimento ou infelicidade maia agudo e mais perceptível quando as coisas ”vão mal“ quando o ego é ameaçado ou quando existe um desafio maior, tal como um perda real ou imaginária em nossa situação de vida, ou um conflito numa relação.

...A violência física não aconteceria sem o estado de inconsciência profunda..” ...

...Portanto, é fundamental colocar mais consciência em sua vida durante as situações comuns, quando tudo está correndo de modo relativamente tranqüilo.

É assim que aumenta o poder de presença. Ele gera uma campo energético de alta freqüência vibracional em você e ao seu redor. Nenhuma inconsciência, nenhuma negatividade, nenhuma discórdia ou violência pode penetrar nesse campo e sobreviver, do mesmo modo que a escuridão não consegue sobreviver na presença da luz”.(original sem negritos)

É o que desejo para todos e que só depende de nossa compreensão, boa vontade e ação.

Ronald Lins Peixoto