sábado, 16 de janeiro de 2016

Parabéns! Estamos estressados!


Depois de um feriado prolongado, vi nas ruas, no trânsito caótico e no serviço o estresse a flor da pele. O trânsito de segunda-feira parece ser o pior da semana, todos resolvem sair com seus carros. Em um trajeto que eu levo 15 minutos, casa-trabalho, coloco a música nos ouvidos, pois vai demorar uma hora.

Acordei bem disposto, mas cheguei no trabalho cansado. Também com aquele trânsito, poluição, pessoas reclamando e estressadas. No trabalho, já se falavam no próximo feriado e a segunda-feira era interminável. E o excesso de defesa das pessoas? Como todos estão se defendendo de alguma coisa que eu nem sei o que é... “Por favor, você poderia....” Um olhar bravo e grosseria nas palavras: “Que que é, heim?”

O almoço desceu mal. Não se capricham no cardápio da segunda-feira.Talvez a cozinheira esteja estressada também. À tarde, uma chuva acalenta o dia quente, mas dá um pico de luz e o computador desliga. O seu trabalho todo perdido.

No final da tarde, mais trânsito caótico... Chuva, milhões de carros, congestionamento... Uma hora a mais na volta para a casa. E em casa, só tomando um bom banho, fazendo um lanche... E na caixa de correios, dezenas de contas. Telefone, celular, internet, luz, água... Parabéns! Não queríamos conforto? Ai está... Na caixa de correios.

Sentei no computador e fui ler os e-mails... Só spans. Resolvi ler as notícias do dia... Fiquei em dúvida. Podia ver TV. Por que não sair e ficar conversando com os vizinhos na rua? Ah! Eles não estão lá, estão todos em casa. Também, com tanta violência.

Claro... Milhões de reais para poucos e centenas de moedas em centavos para muitos. Parabéns! Não era isso que queríamos? O homem sempre sonhou com o futuro. Comodidade, tecnologia, dinheiro, conforto, luxo, vaidades... Poder! Ora, o presidente de uma empresa também pega um trânsito caótico de vez enquanto, e tenho certeza que toma uma fluoxetina para dormir bem e esquecer dos problemas da sua empresa.

Na hora de deitar, um camarada que tem aqui no meu bairro vai descer a minha rua em alta velocidade com o som nas alturas, tocando a música do tigrão. Que felicidade... Olho para o meu cão e digo a ele: Vamos comemorar! Estamos estressados. E ele? Dorme o sono dos justos.

Nenhum comentário:

Postar um comentário